Área: Destaque Home Principal Description:

KeyWords: Coluna; Postura; Vida sedentária

ID da Notícia: 1563

Modalidade: Artigos Gerais

Contexto: Home

Evento:

Data: 03/08/2015

Título: Prevenção de problemas na coluna deve começar na infância

Manchete: No estudo Escola postural: Uma metodologia adaptada para crianças publicada em 2009 na Revista Arquivos em Movimento, os pesquisadores explicam que as crianças são mais suscetíveis aos problemas...


Corpo da notícia



    
 


A sociedade está cada dia mais automatizada. As casas possuem vários eletrodomésticos com controle remoto; no trabalho, as atividades são feitas prevalentemente com a pessoa sentada; até na hora do lazer, que deveria ser um momento para se mexer, pessoas ficam presas a eletroeletrônicos como TVs e videogames. Essa falta de movimento é responsável, segundo Claudia Candotti, doutora em Ciências do Movimento Humano, por um número cada vez maior de indivíduos que sofrem com dores nas costas, sedentarismo e vícios de postura. 

 No estudo "Escola postural: uma metodologia adaptada para crianças", publicado em 2009 na revista Arquivos em Movimento, Claudia, em parceria com outros pesquisadores, explica que são as crianças as mais suscetíveis aos problemas de postura - principalmente no ambiente escolar. 

 "As crianças de hoje passam horas sentadas e, além de levarem uma vida sedentária, sofrem os traumas da vida cotidiana, o que acarreta em uma desestruturação do seu equilíbrio postural, refletindo diretamente na sua qualidade de vida", afirmam os pesquisadores no artigo. 

 Em relação à escola, os autores explicam que a má postura das crianças está relacionada com o carregamento de mochilas e materiais muito pesados, a utilização de sapatos inadequados e a utilização de mesas e cadeiras desproporcionais ao tamanho delas. 

 "A postura adequada na infância ou a correção precoce de desvios posturais nessa fase possibilitam padrões posturais corretos na vida adulta, pois esse período é o de maior importância para o desenvolvimento músculo-esquelético do indivíduo, com maior probabilidade de prevenção e tratamento dessas alterações posturais na coluna vertebral", explicam. 

 Portanto, os pesquisadores entendem que uma das maneiras mais adequada de diminuir a multidão de adultos sofredores de dores crônicas da coluna é realizar uma orientação preventiva junto às crianças e adolescentes. "Ensinamentos de como utilizar o corpo, como andar, ficar em pé, sentar-se e deitar-se, devem ser incluídos, no programa escolar e desenvolvidos com a finalidade de melhorar o funcionamento do corpo e a qualidade de vida", acreditam. 

 Fonte: Saúde em Movimento/Notisa 

Publicado em: 17/10/2010 
 

APCD da Saúde
APCD-Saúde
Facebook - APCD da Saúde Twitter - APCD da Saúde Temos WiFi
Central de Atendimento APCD

Central de Atendimento

(11) 5078-7960

Prevenção de problemas na coluna deve começar na infância

No estudo Escola postural: Uma metodologia adaptada para crianças publicada em 2009 na Revista Arquivos em Movimento, os pesquisadores explicam que as crianças são mais suscetíveis aos problemas...

Data da Notícia | 03/08/2015



    
 


A sociedade está cada dia mais automatizada. As casas possuem vários eletrodomésticos com controle remoto; no trabalho, as atividades são feitas prevalentemente com a pessoa sentada; até na hora do lazer, que deveria ser um momento para se mexer, pessoas ficam presas a eletroeletrônicos como TVs e videogames. Essa falta de movimento é responsável, segundo Claudia Candotti, doutora em Ciências do Movimento Humano, por um número cada vez maior de indivíduos que sofrem com dores nas costas, sedentarismo e vícios de postura. 

 No estudo "Escola postural: uma metodologia adaptada para crianças", publicado em 2009 na revista Arquivos em Movimento, Claudia, em parceria com outros pesquisadores, explica que são as crianças as mais suscetíveis aos problemas de postura - principalmente no ambiente escolar. 

 "As crianças de hoje passam horas sentadas e, além de levarem uma vida sedentária, sofrem os traumas da vida cotidiana, o que acarreta em uma desestruturação do seu equilíbrio postural, refletindo diretamente na sua qualidade de vida", afirmam os pesquisadores no artigo. 

 Em relação à escola, os autores explicam que a má postura das crianças está relacionada com o carregamento de mochilas e materiais muito pesados, a utilização de sapatos inadequados e a utilização de mesas e cadeiras desproporcionais ao tamanho delas. 

 "A postura adequada na infância ou a correção precoce de desvios posturais nessa fase possibilitam padrões posturais corretos na vida adulta, pois esse período é o de maior importância para o desenvolvimento músculo-esquelético do indivíduo, com maior probabilidade de prevenção e tratamento dessas alterações posturais na coluna vertebral", explicam. 

 Portanto, os pesquisadores entendem que uma das maneiras mais adequada de diminuir a multidão de adultos sofredores de dores crônicas da coluna é realizar uma orientação preventiva junto às crianças e adolescentes. "Ensinamentos de como utilizar o corpo, como andar, ficar em pé, sentar-se e deitar-se, devem ser incluídos, no programa escolar e desenvolvidos com a finalidade de melhorar o funcionamento do corpo e a qualidade de vida", acreditam. 

 Fonte: Saúde em Movimento/Notisa 

Publicado em: 17/10/2010 
 

© 2011 APCD - Regional Saúde. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: PWI Sistemas