Área: Destaque Home Secundarias Foto da Notícia:


Foto Média da Notícia:


Legenda da Foto:

Description:

KeyWords:

ID da Notícia: 1597

Modalidade:

Contexto: Home

Evento:

Data: 28/03/2016

Título: Nanotecnologia pode melhorar tratamento de paciente com perda óssea

Manchete: Uma nova tecnologia desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Michigan poderia ajudar os Cirurgiões-Dentistas a melhorarem o tratamento dos pacientes com perda óssea.


Corpo da notícia

Nanotecnologia pode melhorar tratamento de paciente com perda óssea

 

Uma nova tecnologia desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Michigan poderia ajudar os Cirurgiões-Dentistas a melhorarem o tratamento dos pacientes com perda óssea. O estudo, intitulado "Célula livre suporte 3D com entrega de dois estágios de miRNA-26ª para regenerar defeitos ósseos de tamanho crítico", foi publicada on-line na revista Nature Comminications.

 

Para o desenvolvimento do trabalho, os cientistas criaram uma esfera de polímero que proporciona uma molécula específica para células de osso feridas que informa no local da lesão a reparação dos danos. Por conseguinte, a nanotecnologia poderá melhorar o tratamento de implante ou ajudar os pacientes com doença periodontal.

 

MicroRNA, uma pequena molécula de RNA não-codificante encontrada em plantas, animais e alguns vírus, tem se mostrado promissora na pesquisa clínica como um agente terapêutico para várias doenças como o câncer e as doenças inflamatórias. Ele também pode ser capaz de aumentar a regeneração óssea, segundo a pesquisa.

 

Quando entregue em células-tronco endógenas, o microRNA instrui as células a se ligar em sua cura e mecanismos de construção de osso, explicou Peter Ma, professor de Odontologia e principal pesquisador no projeto. “Geralmente é muito difícil para a microRNA infringir a parede celular”, explicou Peter Ma. No entanto, a esfera de polímero desenvolvida por Ma e seus colegas permite que a molécula de RNA entre facilmente na célula e incentive o reparo ósseo.

 

A vantagem desta nova tecnologia é que se utilizam células existentes para reparar as feridas reduzindo a necessidade de introduzir células externas, que é uma terapia muito difícil e pode resultar no receptor rejeitando as células externas ou no desenvolvimento de tumores.

 

O reparo ósseo é particularmente desafiador em pacientes com problemas de cicatrização. Milhões de pacientes em todo o mundo sofrem de perda óssea e problemas funcionais associados, mas o crescimento e regeneração do osso de alta qualidade para aplicações específicas é ainda muito difícil com a tecnologia atual, de acordo com os pesquisadores.

 

"A nova tecnologia que temos trabalhado em abrir portas para novas terapias utilizando DNA e RNA em medicina regenerativa, possui várias possíveis aplicações na Odontologia. Além disso, poderia ajudar também os pacientes com osteoporose, bem como aqueles submetidos à cirurgia óssea ou reparação de articulação," explicou Ma.

 

"Para pacientes com baixa qualidade óssea, muitas vezes é difícil utilizar implantes para restaurar funções dentárias. Esta tecnologia pode potencialmente regenerar osso em pacientes com pobre capacidade de cura, permitindo o implante”, completa Peter Ma. Ele acrescenta ainda que, os pacientes com periodontite poderiam também se beneficiar de suas conclusões. "Doença periodontal muitas vezes resulta em perda de dentes devido à diminuição de osso de suporte do dente. Esta tecnologia potencialmente conduzirá a uma terapia para restaurar o osso de suporte do dente e manter ou reforçar de outra forma a queda de dentes em tais pacientes", afirmou.

 

Fonte: Dental Tribune

APCD da Saúde
APCD-Saúde
Facebook - APCD da Saúde Twitter - APCD da Saúde Temos WiFi
Central de Atendimento APCD

Central de Atendimento

(11) 5078-7960

Nanotecnologia pode melhorar tratamento de paciente com perda óssea

Uma nova tecnologia desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Michigan poderia ajudar os Cirurgiões-Dentistas a melhorarem o tratamento dos pacientes com perda óssea.

Data da Notícia | 28/03/2016

Nanotecnologia pode melhorar tratamento de paciente com perda óssea

 

Uma nova tecnologia desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Michigan poderia ajudar os Cirurgiões-Dentistas a melhorarem o tratamento dos pacientes com perda óssea. O estudo, intitulado "Célula livre suporte 3D com entrega de dois estágios de miRNA-26ª para regenerar defeitos ósseos de tamanho crítico", foi publicada on-line na revista Nature Comminications.

 

Para o desenvolvimento do trabalho, os cientistas criaram uma esfera de polímero que proporciona uma molécula específica para células de osso feridas que informa no local da lesão a reparação dos danos. Por conseguinte, a nanotecnologia poderá melhorar o tratamento de implante ou ajudar os pacientes com doença periodontal.

 

MicroRNA, uma pequena molécula de RNA não-codificante encontrada em plantas, animais e alguns vírus, tem se mostrado promissora na pesquisa clínica como um agente terapêutico para várias doenças como o câncer e as doenças inflamatórias. Ele também pode ser capaz de aumentar a regeneração óssea, segundo a pesquisa.

 

Quando entregue em células-tronco endógenas, o microRNA instrui as células a se ligar em sua cura e mecanismos de construção de osso, explicou Peter Ma, professor de Odontologia e principal pesquisador no projeto. “Geralmente é muito difícil para a microRNA infringir a parede celular”, explicou Peter Ma. No entanto, a esfera de polímero desenvolvida por Ma e seus colegas permite que a molécula de RNA entre facilmente na célula e incentive o reparo ósseo.

 

A vantagem desta nova tecnologia é que se utilizam células existentes para reparar as feridas reduzindo a necessidade de introduzir células externas, que é uma terapia muito difícil e pode resultar no receptor rejeitando as células externas ou no desenvolvimento de tumores.

 

O reparo ósseo é particularmente desafiador em pacientes com problemas de cicatrização. Milhões de pacientes em todo o mundo sofrem de perda óssea e problemas funcionais associados, mas o crescimento e regeneração do osso de alta qualidade para aplicações específicas é ainda muito difícil com a tecnologia atual, de acordo com os pesquisadores.

 

"A nova tecnologia que temos trabalhado em abrir portas para novas terapias utilizando DNA e RNA em medicina regenerativa, possui várias possíveis aplicações na Odontologia. Além disso, poderia ajudar também os pacientes com osteoporose, bem como aqueles submetidos à cirurgia óssea ou reparação de articulação," explicou Ma.

 

"Para pacientes com baixa qualidade óssea, muitas vezes é difícil utilizar implantes para restaurar funções dentárias. Esta tecnologia pode potencialmente regenerar osso em pacientes com pobre capacidade de cura, permitindo o implante”, completa Peter Ma. Ele acrescenta ainda que, os pacientes com periodontite poderiam também se beneficiar de suas conclusões. "Doença periodontal muitas vezes resulta em perda de dentes devido à diminuição de osso de suporte do dente. Esta tecnologia potencialmente conduzirá a uma terapia para restaurar o osso de suporte do dente e manter ou reforçar de outra forma a queda de dentes em tais pacientes", afirmou.

 

Fonte: Dental Tribune

© 2011 APCD - Regional Saúde. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: PWI Sistemas