Área: Ultimas Noticias Home Foto da Notícia:


Foto Média da Notícia:


Legenda da Foto:

Description:

KeyWords: TRSS

ID da Notícia: 1602

Modalidade:

Contexto: Home

Evento:

Data: 29/04/2016

Título: Prorrogado o prazo para recadastramento da TRSS

Manchete: Taxa de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde (TRSS).


Corpo da notícia


Um novo prazo para modificar o código da Taxa de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde (TRSS), na Capital, foi estabelecido pela Administração Municipal. Os cirurgiões-dentistas que não conseguiram alterar a faixa de cobrança podem acessar novamente o site da Prefeitura até 10 de maio.

 

A Lei que alterou as faixas de cobrança da TRSS foi publicada em 10 de março do presente ano. Depois, os profissionais da saúde interessados em se readequar teriam até 10 de abril para preencher o formulário que permitiria a mudança do tributo. O fato é que, o prazo não foi suficiente para que todos conseguissem realizar a troca, principalmente, por conta da instabilidade do site da Prefeitura de São Paulo que permaneceu assim por dias.

 

No dia 7 de abril, em atenção a esses profissionais que não conseguiam realizar a alteração, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) enviou à Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico, ofício no qual solicitava o adiamento do trâmite.

 

O CROSP ainda manteve contato com a Administração Municipal até receber formalmente no dia de hoje ofício encaminhado pelo Subsecretário da Receita Municipal, Wagner Alexandre Damazio de Freitas.  Neste, a Secretaria informa a prorrogação do prazo para o dia 10 de maio. “Tal modificação permitirá que o enquadramento em uma das novas faixas seja realizado de maneira simplificada até o dia 10 de maio e produzirá efeitos para o mês de abril e subsequentes”, diz o texto.

 

Há mais de uma década, o CROSP, a Associação Paulista dos Cirurgiões-Dentistas (APCD) e a Associação Brasileira dos Cirurgiões-Dentistas (ABCD), além de outras entidades de classe reivindicavam as mudanças da TRSS, já que a maior parte das clínicas e consultórios, não produz o mínimo de resíduos anteriormente cobrado.




Informativo CROSP

APCD da Saúde
APCD-Saúde
Facebook - APCD da Saúde Twitter - APCD da Saúde Temos WiFi
Central de Atendimento APCD

Central de Atendimento

(11) 5078-7960

Prorrogado o prazo para recadastramento da TRSS

Taxa de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde (TRSS).

Data da Notícia | 29/04/2016


Um novo prazo para modificar o código da Taxa de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde (TRSS), na Capital, foi estabelecido pela Administração Municipal. Os cirurgiões-dentistas que não conseguiram alterar a faixa de cobrança podem acessar novamente o site da Prefeitura até 10 de maio.

 

A Lei que alterou as faixas de cobrança da TRSS foi publicada em 10 de março do presente ano. Depois, os profissionais da saúde interessados em se readequar teriam até 10 de abril para preencher o formulário que permitiria a mudança do tributo. O fato é que, o prazo não foi suficiente para que todos conseguissem realizar a troca, principalmente, por conta da instabilidade do site da Prefeitura de São Paulo que permaneceu assim por dias.

 

No dia 7 de abril, em atenção a esses profissionais que não conseguiam realizar a alteração, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) enviou à Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico, ofício no qual solicitava o adiamento do trâmite.

 

O CROSP ainda manteve contato com a Administração Municipal até receber formalmente no dia de hoje ofício encaminhado pelo Subsecretário da Receita Municipal, Wagner Alexandre Damazio de Freitas.  Neste, a Secretaria informa a prorrogação do prazo para o dia 10 de maio. “Tal modificação permitirá que o enquadramento em uma das novas faixas seja realizado de maneira simplificada até o dia 10 de maio e produzirá efeitos para o mês de abril e subsequentes”, diz o texto.

 

Há mais de uma década, o CROSP, a Associação Paulista dos Cirurgiões-Dentistas (APCD) e a Associação Brasileira dos Cirurgiões-Dentistas (ABCD), além de outras entidades de classe reivindicavam as mudanças da TRSS, já que a maior parte das clínicas e consultórios, não produz o mínimo de resíduos anteriormente cobrado.




Informativo CROSP

© 2011 APCD - Regional Saúde. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: PWI Sistemas